CTRL+X - Quem tira conteúdo da internet?
Busca pelo site
Digite uma palavra
Cursos Oferecidos pela Abraji

RSS - Assine para receber as novidades do site



Abraji
on Google+

28/10/13 - 10h28 -
Violência contra jornalistas é tema de coletiva no Sindicato dos Jornalistas de SP


Violência contra Jornalista - Atentado contra a democraciaAs direções do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), Associação dos Repórteres Fotográficos de São Paulo (Arfoc/SP), Associação dos Jornalistas Veteranos no Estado de São Paulo (Ajaesp), Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), a Central Única dos Trabalhadores de SP (CUT/SP) e Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) realizam na próxima segunda-feira (dia 28), a partir das 15h30, coletiva à imprensa a se realizar no auditório Vladimir Herzog do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (Rua Rego Freitas, 530 – sobreloja - F: 3217-6299).

Em pauta, as recentes agressões aos profissionais de imprensa realizadas pela Polícia Militar paulista durante a cobertura de manifestações e eventos públicos. A entrevista antecede ato político que começará às 17 horas com concentração na praça Roosevelt, região central de São Paulo, seguida de caminhada à Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (rua Líbero Badaró, 39).

A coletiva terá a presença dos presidentes do SJSP, José Augusto Camargo (Guto), da Arfoc/SP, Inácio Teixeira, e da Ajaesp, Amadeu Mêmolo, do diretor-executivo da Abraji Guilherme Alpendre, além de dirigentes da Fenaj e da CUT/SP, junto com vários profissionais agredidos pela PM, como Sérgio Silva (que perdeu uma das vistas ferido por um disparo de balas de borracha) e Yan Boechat (agredido com golpes de cassetetes), entre outros.

O SJSP, a Fenaj, a Arfoc/SP, a Ajaesp, a CUT/SP e a Abraji têm acompanhado com preocupação a crescente violência policial contra jornalistas nas manifestações públicas. Durante os protestos de junho, o próprio SJSP produziu um relatório dos jornalistas feridos e detidos pela PM e ou agredidos pelos manifestantes.

Também a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) apontou em levantamento recente que, de vinte agressões registradas contra jornalistas, 85% foram cometidas pela PM. Em 2012, estudo do Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) já apontava que o Brasil ocupava o terceiro lugar nas Américas e o 11º no mundo no ranking de impunidade de crimes praticados contra os profissionais de imprensa.

A situação é tão preocupante que, recentemente, a ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República reconheceu que os ataques recentes da PM a jornalistas são "resquícios da ditadura militar".

"É chegada a hora da reação e da discussão necessária para dar um basta aos aparelhos de repressão do Estado que assumem o papel de violadores da liberdade de imprensa e dos direitos humanos. Verdadeiro atentado à democracia!", avalia a direção do SJSP em editorial publicado na última edição do jornal Unidade.

Serviço

Coletiva: Violência contra jornalistas

Dia 28 (segunda-feira)

Horário: 15h30

Local: auditório Vladimir Herzog do SJSP (rua Rego Freitas, 530 – sobreloja)

Contato: Assessoria de Comunicação do SJSP – 11 3217-6299 ramal 6221


Busca pelo site
E-mail / Usuário

Senha
 
 
   
 

 
 



 



 
 
 






 

INSTITUCIONAL
O que é
Estatuto Social
Diretoria
Comunicados
Parceiros
Privacidade
Copyright
Expediente
SERVIÇOS
Fale conosco
Banco de Currículos
Lista de Discussão
Eventos
NOTÍCIAS
Acesso à informação
RAC
Projeto com estudantes
Noticias da Abraji
Liberdade de expressão
FILIE-SE
Quem pode se filiar?
Quais os benefícios que o sócio da Abraji tem?
Quanto custa?
Como se associar?
 
ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo - [email protected] - (11) 3159-0344 - São Paulo SP