CTRL+X - Quem tira conteúdo da internet?
Busca pelo site
Digite uma palavra
Cursos Oferecidos pela Abraji

RSS - Assine para receber as novidades do site



Abraji
on Google+

02/10/16 - 13h10 - Abraji
Abraji repudia ação da PM-RJ contra jornalistas


Atualizações:

2.out.2016, 15h31: inclusão de que Ferro foi alvo de mais de três tiros e ficou sob a mira de fuzil

3.out.2016, 11h47: inclusão de Carlos Coutinho (coletivo Papo Reto) entre os atingidos

A Abraji repudia com veemência a ação da Polícia Militar do Rio de Janeiro contra quatro profissionais da imprensa no último sábado (1º.out.2016) durante desocupação na Favelinha da Skol, na capital fluminense.

Rene Silva, fundador e editor-chefe do jornal “Voz da Comunidade” e seu irmão Renato Moura, fotógrafo, foram detidos quando registravam a ação da PM na Favelinha sob o pretexto de desacato  e desobediência. Antes de algemar Silva, um policial apreendeu o celular com que o jornalista fazia a transmissão ao vivo da prisão do colega Moura. Após algumas horas na 45ª DP, ambos foram liberados e serão investigados por desobediência e invasão de propriedade particular.

Também cobrindo a desocupação, o repórter de O Globo Maurício Ferro foi alvo de pelo menos três tiros. Três policiais militares dispararam contra o jornalista (um deles apontou-lhe um fuzil), ao perceber que Ferro filmava o abuso e as agressões que cometia contra um morador da comunidade. O repórter escapou correndo e não se feriu. 

Carlos Coutinho, repórter fotográfico, foi atingido por dois tiros de bala de borracha após ser identificado como membro do Coletivo Papo Reto.

É extremamente grave que a Polícia Militar do Rio de Janeiro tenha atentado contra a liberdade de imprensa e violentado o direito à informação. O equipamento de um jornalista nunca pode ser apreendido, sob nenhuma hipótese. A vida de um profissional de comunicação não pode ser colocada em risco. São práticas inaceitáveis em um Estado democrático.

A Abraji exige a identificação dos responsáveis por tais violações e a aplicação da punição adequada. A impunidade apenas serve de endosso a ilegalidades como essas.

Diretoria da Abraji, 2 de outubro de 2016.


Busca pelo site
E-mail / Usuário

Senha
 
 
   
 

 
 



 



 
 
 






 

INSTITUCIONAL
O que é
Estatuto Social
Diretoria
Comunicados
Parceiros
Privacidade
Copyright
Expediente
SERVIÇOS
Fale conosco
Banco de Currículos
Lista de Discussão
Eventos
NOTÍCIAS
Acesso à informação
RAC
Projeto com estudantes
Noticias da Abraji
Liberdade de expressão
FILIE-SE
Quem pode se filiar?
Quais os benefícios que o sócio da Abraji tem?
Quanto custa?
Como se associar?
 
ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo - [email protected] - (11) 3159-0344 - São Paulo SP